Skip to main content
Marketing

Advergame- O que é, exemplos e vantagens

By 20.05.22No Comments
advergame

18.05.2022 PRESS

Advergame- O que é, exemplos e vantagens

Isabel Meireles
Copywriter Intern

Vivemos numa era altamente digital e volátil, já se sabe. As tendências alteram-se com a rapidez de um TGV. Esta realidade não é diferente no caso do mercado publicitário, em que atrair e manter a atenção do consumidor é um desafio do dia-a-dia. 

Empurrar publicidade para todo o lado e esperar que resulte já não é (nem nunca foi) uma boa estratégia, pelo que é preciso encontrar novos formatos para criar e entregar valor à porta certa. 

Esta busca incessante por um meio de comunicação fantástico e milagroso leva-nos a um conceito conhecido como advergame, uma forma de publicidade em videojogos.

Advergame – Marketing em videojogos

Caso se tenha perdido debaixo de uma pedra, a tecnologia avançou e o véu que separa o mundo real do mundo dos videojogos tem vindo a desvanecer.

O que por sinal pode ser uma calamidade para as mentes da nossa sociedade, é também uma oportunidade fantástica para os marketeers. Como?

Através da introdução de uma marca num hobby que ocupa tanto tempo na vida de uma larga parte da população mundial.

Atenção! Advergame não é a mesma coisa que colocar um banner nas bancadas do FIFA 22 ou um poster no GTA5 online.

A intenção é que os jogadores se foquem na marca, não que esta fique em segundo plano, como uma peça de marketing invisível. Assim, um advergame é um jogo especificamente concebido em torno de um produto ou serviço.

Alguns exemplos (fantásticos) de Advergame

Advergame não é um fenómeno novo. 

Este tipo de publicidade tem um poder enorme. Sem ser intrusivo, coloca a marca na frente do consumidor-jogador sem que este se sinta perseguido pela publicidade. 

Assim, concilia a notoriedade da marca, bem como a sua exposição e a probabilidade de se tornar viral. 

Veja alguns exemplos de sucesso!

 

– Volkswagen Polowers

Com o objetivo de criar conversa sobre o Volkswagen Polo, a Volkswagen Espanha e a agência de publicidade DDB criaram um jogo online chamado Polowers integrado no Twitter. 

 

Os resultados falam por si, foi um sucesso autêntico.

 

– Doritos VR Battle

Cada vez mais se fala sobre realidade virtual, uma forma futurista de jogar. Através do uso de óculos criados para o efeito, a experiência imersiva que é um videojogo é elevada ao próximo nível.

Cientes dessa potencialidade, a companhia de snacks criou um jogo chamado Doritos VR Battle e convidou influencers famosos para o experimentarem. Fizeram um filme sobre a experiência que, pelo seu sucesso, resultou num open-day para os fãs. 

 

– Burger King Team 

Se os outros dois casos não pareceram convincentes o suficiente para o fazer apostar em advergame, o exemplo do rei dos hambúrgueres vai.

É a junção perfeita de recursos e criatividade.

Em 2019, a rede de fast-food patrocinou a equipa inglesa Stevenage. Tendo em conta que estava na quarta divisão, pareceu uma ideia um bocado obtusa. 

No entanto, a equipa ia aparecer na edição de 2020 do famoso jogo de futebol FIFA. A estratégia? Exibir o logotipo de Burger King no equipamento. 

O investimento necessário para apoiar esta equipa foi relativamente baixo quando comparado com os milhões gastos a patrocinar grandes equipas, como o Real Madrid ou o Paris Saint-Germain. 

Foi criado um desafio chamado #TheStevenageChallenge, cujo objetivo foi incentivar a escolha da equipa Stevanage e a partilhar os golos nas redes sociais. 

Os resultados? Para o Burger King, notoriedade e conversação nas redes sociais, bem como um alargamento significativo da sua legião de fãs. Para a equipa? O maior número de equipamentos vendidos na sua história. 

Assim é feito Marketing de excelência: criar situações win-win com o menor desperdício de recursos possíveis.

As inúmeras vantagens de jogar com a sua marca

  • Extenso público, extensas opções de segmentação

Gamers não são só adolescentes, estima-se que sejam mais de 2,5 mil milhões de pessoas ao redor do mundo. Além disso, há um crescente interesse em streaming de videojogos. Por isso, mesmo aqueles que não gostam de jogar, podem usufruir do efeito hipnotizante deste hobby.

  • É personalizável 

Quer seja ao construir do 0, quer seja na adaptação de um formato já existente, a marca pode escolher a forma única como quer incorporar-se em advergame. 

  • Extremamente viral

Jogos são viciantes e, mais importante, altamente partilháveis. Desde jogos do Facebook a jogos online, a probabilidade de os jogadores quererem falar sobre o jogo é enorme, especialmente se tiver uma componente competitiva (uma pequena dica de graça).

  • Facilmente mensuráveis 

É relativamente fácil controlar as interações dentro de um jogo, como o tempo que jogaram, o número de vezes que iniciam sessão e a partilha do jogo.

Medir estas ações permite saber o desempenho geral do seu jogo e a interação com o mesmo.

A comunicação tradicional está saturada, é preciso apostar em novos canais para captar novos clientes. Mas, e ainda mais importante, é preciso cimentar a relação que temos com os clientes existentes.

De uma forma fresca, leve e cativante, o advergame conquista todos esses objetivos. Uma solução irreverente nesta nova era de marketing 4.0.

Lê mais artigos no nosso blog!